SEO BIRDLIFE

A restauração de áreas improdutivas de olivais promove o aumento da sua biodiversidade.

A restauração de áreas improdutivas com espécies vegetais nativas incrementa a complexidade da paisagem, estimula a recuperação de serviços ecossistêmicos e contribui para a redução dos custos de produção.

O projeto Olivares Vivos, desenvolvido pela SEO/BirdLife, foi pioneiro em um modelo agrícola que integra de forma perfeita a recuperação da biodiversidade com o aumento das margens de lucro para os olivicultores – dois elementos fundamentais para assegurar o futuro da agricultura. Esses aspectos cruciais são destacados no Dia Mundial da Oliveira, celebrado em 26 de novembro.

O esquema agroambiental no cerne da Olivares Vivos, que abrange a gestão criteriosa e sustentável do coberto herbáceo, a instalação de elementos de suporte à fauna e a restauração de áreas improdutivas, evidenciou o potencial do setor agrícola para lidar com as crises climáticas e de biodiversidade. Notavelmente, esses impactos positivos são alcançados sem intervenções extensivas. Especificamente, ao focar na recuperação de áreas improdutivas, intervenções que cobrem menos de 1% da área total da exploração agrícola demonstraram ser suficientes para melhorar significativamente a diversidade e a abundância da flora e fauna.

“A restauração da vegetação natural em áreas improdutivas de olivais – como bordas de estradas, campos de restolho, ravinas ou limites – é fundamental para a recuperação da biodiversidade. Essas áreas funcionaram como zonas de compensação ecológica, mantendo níveis ótimos de abundância e diversidade de flora e fauna nos olivais. Além disso, abrigavam populações de insetos benéficos que controlavam naturalmente as pragas e contribuíam para evitar a perda de fertilidade do solo. Portanto, a consideração dessas áreas de compensação é crucial no planejamento de novas plantações de olivais. É imperativo reconhecer que um produto agroalimentar associado à perda de biodiversidade não pode ser considerado sustentável”, afirma José Eugenio Gutiérrez, diretor do LIFE Olivares Vivos+ e delegado da SEO/BirdLife na Andaluzia.

As vantagens de praticar uma agricultura amiga da natureza

O sucesso da agricultura está intrinsecamente ligado à saúde dos agrossistemas e à biodiversidade. O modelo Olivares Vivos fortalece essa conexão, cultivando Azeites Virgem Extra (EVOO) de alta qualidade em olivais de excelência. Este método de cultivo não apenas aprimora a qualidade do produto, mas também impacta positivamente a situação financeira dos agricultores, impulsionado por três fatores-chave.

Primeiramente, a incorporação do selo Olivares Vivos no mercado agroalimentar internacional e a ênfase na biodiversidade como um valor de mercado desempenham um papel crucial. A certificação Olivares Vivos destaca-se como a única acreditação europeia que garante uma restauração tangível e comprovada da biodiversidade na origem dos EVOO. Atualmente, 36 marcas de EVOO ostentam com orgulho este selo, que se destaca por uma base científica sólida.

Além disso, o modelo Olivares Vivos, com seu compromisso com a recuperação da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos, resulta em uma redução significativa na necessidade de insumos agrícolas. Estudos indicam um potencial de economia de até 22%, proporcionando um benefício econômico substancial para os agricultores. Além disso, a priorização de práticas respeitosas à natureza alinha-se com os objetivos em evolução das políticas agrícolas europeias, especialmente a nova Política Agrícola Comum (PAC), centrada em objetivos ambientais e de biodiversidade.

Desenvolvimentos recentes, como o acordo sobre a Lei da Restauração da Natureza, enfatizam ainda mais a importância de reverter a perda de biodiversidade na Europa. Os países agora estão obrigados a implementar medidas que melhorem os ecossistemas agrícolas. O modelo Olivares Vivos não apenas lidera essa transformação nos olivais, mas também estabelece um precedente para outras culturas, contribuindo para o fortalecimento da agricultura europeia e combatendo simultaneamente a perda de biodiversidade.

LIFE Olivares Vivos+

Desde 2015, e com o financiamento de dois projetos LIFE, a Olivares Vivos tem desenvolvido e implementado este modelo inovador de olivicultura nascido do consenso entre agricultores, cientistas e conservacionistas. Agora, através do LIFE Olivares Vivos+ (2021-2026), trabalha-se para acelerar a disseminação do modelo pelas principais regiões olivícolas europeias, ampliá-lo para outros produtos (como a azeitona de mesa) e transferi-lo para outras culturas; este último está atualmente sendo alcançado através do projeto Secanos Vivos. Também está em desenvolvimento o ajuste do modelo ao setor cooperativo olivícola por meio do Grupo Operacional Cooperalive, e está sendo estudado o efeito das coberturas herbáceas nos olivais com o Grupo Operacional Coverolive.

O LIFE Olivares Vivos+ é desenvolvido pela SEO/BirdLife, como parceiro coordenador, e pela Diputación Foral de Jaén, a Universidade de Jaén, a Estação Experimental de Zonas Áridas do Conselho Nacional de Investigação de Espanha (EEZA-CSIC), a Universidade de Évora, a cooperativa agrícola e florestal DREAm-Italia, a Organização Agrícola Helena e Juan Vilar Consultores Estratégicos. O projeto é financiado pelo programa LIFE da Comissão Europeia e também é cofinanciado pela Diputación de Jaén e pela Consejería de Agricultura, Ganadería, Pesca y Desarrollo Sostenible da Junta de Andalucía, bem como com o apoio financeiro da Interprofesional del Aceite de Oliva Español, da Junta de Comunidades de Castilla-La Mancha e da Caja Rural de Jaén.

Menú

CONÓCENOS

La Sociedad Española de Ornitología es la entidad conservacionista decana de España. Desde 1954, sigue teniendo como misión conservar la biodiversidad, con la participación e implicación de la sociedad, siempre con las aves como bandera.

SEO/BirdLife es la representante en España de BirdLife International, una federación que agrupa a las asociaciones dedicadas a la conservación de las aves y sus hábitats en todo el mundo, con representación en más de 100 países y más de 13 millones de socios.

Es el socio coordinador del LIFE Olivares Vivos+.