SEO BIRDLIFE

O estudo sobre a biodiversidade dos olivais na Europa em sua totalidade

Os resultados do estudo sobre a biodiversidade dos olivais na Europa realizado por Olivares Vivos são impressionantes. Com mais de 330.000 registros, obtidos a partir de amostragens de campo na Espanha, Portugal, Itália e Grécia, foram identificados nada menos que 1.600 táxons relativos a espécies ou gêneros entre aves, polinizadores, morcegos, aranhas e plantas. Além disso, observou-se um gradiente de biodiversidade de leste a oeste, com a Península Ibérica sendo o território com maior diversidade de espécies. E, outra das conclusões mais reveladoras deste estudo foi como o gradiente de aridez no terreno molda a biodiversidade dos olivais, sendo surpreendente a descoberta de maior abundância de flora e fauna nas fazendas situadas em zonas de clima semiárido.

Estas conclusões foram apresentadas em um evento dedicado à biodiversidade dos olivais europeus, realizado na sede do Conselho Oleícola Internacional (COI). Um evento do qual, hoje, é publicado o vídeo completo para aqueles que desejam aprofundar-se nos detalhes sobre os resultados obtidos e o valor que a flora e a fauna têm para rentabilizar as produções agrícolas. Uma gravação que também inclui as declarações dos convidados que participaram de uma mesa institucional onde foi sublinhada a importância estratégica da natureza para garantir o futuro da agricultura. Testemunhos tão impactantes como os seguintes:

“O compromisso da SEO/BirdLife para as próximas décadas é que não vamos deixar sozinhos nem o campo nem as pessoas que nele trabalham e produzem alimentos. Vamos continuar a ser uma organização de utilidade pública e vamos demonstrar que um projeto nacional, como é o Olivares Vivos, permite rentabilidade para os agricultores e saúde para os consumidores.”

Asunción Ruiz, diretora executiva da SEO/BirdLife

 

“Tive a oportunidade de passear por aquele olival que nos convidavam a imaginar, um olival vivo, e foi uma experiência extraordinária que recomendo. Passear por um ambiente natural, cheio de vida e de sons, e conversar com um desses olivicultores que contam que, além de tudo, é rentável e bom para o cultivo.”

Jaime Lillo, diretor executivo do Conselho Oleícola Internacional

 

“Este projeto demonstrou plenamente que é possível cultivar a azeitona e produzir azeite de maneira sustentável; além disso, desenvolve uma abordagem de mercado e um sistema de certificação para seus produtos. Esta abordagem integral é um grande exemplo de uma agricultura sustentável a nível econômico e ecológico.”

Humberto Delgado, diretor de Biodiversidade e Capital Natural na Direção-Geral do Meio Ambiente da Comissão Europeia

 

“Temos que lutar contra esse falso dilema que coloca competitividade e sustentabilidade como se fossem incompatíveis, quando na verdade têm uma relação estreita. Não pode haver sustentabilidade sem rentabilidade.”

Luis Planas, Ministro da Agricultura, Pesca e Alimentação

 

“É necessário apoiar os agricultores com políticas agrícolas que apostem de forma decidida na conservação do nosso patrimônio natural e, dito isto, também é necessária a cumplicidade dos consumidores através de suas opções de compra.”

Nicolás Ruiz, reitor da Universidade de Jaén

Mas não foram apenas eles que deixaram claro o potencial que a flora e a fauna têm para dar uma (não tão) nova força ao olival. Rafael Alonso, gerente da empresa oleícola Oro del Desierto (Tabernas, Almería), esteve presente neste evento e contou como sua família, agricultores há 7 gerações, tem cultivado o olival em harmonia com a natureza há muitos anos. “Meu pai já tinha a ideia de conservar a biodiversidade e continuamos nesse caminho”, apontou Alonso, destacando também seu interesse em fazer parte de Olivares Vivos desde que o primeiro projeto LIFE Olivares Vivos (2015-2021) foi apresentado. “Nesta segunda fase pudemos entrar, e achei muito interessante e me surpreendem os resultados que obtiveram. Não tinha clareza, até hoje, que em uma zona semiárida como a nossa, o Deserto de Tabernas, onde se poderia pensar que há menos vida, haja tal quantidade de biodiversidade. É muito reconfortante por todo o trabalho que temos feito manejando nosso olival ao longo de quase 30 anos. Isso nos faz ver que estamos no caminho certo”, acrescentou.

 

O evento de apresentação foi encerrado da forma mais apetitosa possível. Olivares Vivos destacou “O Gosto pela Biodiversidade” com um coquetel em que os protagonistas de cada prato foram os Azeites de Oliva Virgem Extra (AOVE) que fazem parte do projeto e as plantas silvestres que, comumente conhecidas como ervas daninhas, demonstraram que de “daninhas” não tinham nada. O sabor fresco e intenso dessas ervas combinou perfeitamente com os AOVE Olivares Vivos, e a apresentação feita por Marcos Reguera, chef especializado em gastronomia de alto valor ecológico, deixou claro ao ressaltar a sinfonia de aromas, cores e sabores que essas plantas podem oferecer à alta cozinha.

Menú

CONÓCENOS

La Sociedad Española de Ornitología es la entidad conservacionista decana de España. Desde 1954, sigue teniendo como misión conservar la biodiversidad, con la participación e implicación de la sociedad, siempre con las aves como bandera.

SEO/BirdLife es la representante en España de BirdLife International, una federación que agrupa a las asociaciones dedicadas a la conservación de las aves y sus hábitats en todo el mundo, con representación en más de 100 países y más de 13 millones de socios.

Es el socio coordinador del LIFE Olivares Vivos+.