SEO BIRDLIFE

Professores da província de Alicante se formam em agroecologia com Olivares Vivos

Olivares Vivos realiza a primeira edição de seus cursos formativos com grande sucesso de participação e presença. Desta vez, foram organizados em colaboração com o Centro de Formação, Inovação e Recursos para o Professorado (CEFIRE) de La Nucia, sendo os principais destinatários deste curso professores da província de Alicante, na Comunidade Valenciana. No total, foram 41 educadores que se formaram com a Olivares Vivos em agroecologia, recuperação da biodiversidade no olival e aproveitamento do valor agregado nos azeites de oliva para melhorar a rentabilidade dos agricultores.

Provenientes de centros de ensino Primário, Secundário e Profissional, esses professores participaram de um programa formativo de 3 semanas, durante as quais puderam conhecer, em detalhe, como funciona o modelo Olivares Vivos e as vantagens de incluir a biodiversidade no sistema de negócios agrícolas. Na parte teórica do curso, realizada de forma digital, os professores tiveram acesso a um conteúdo completo no qual aprenderam sobre um agroecossistema tão singular quanto o do olival, sua biodiversidade tradicional, a importância de uma gestão correta da cobertura vegetal, além da sanidade vegetal e das políticas agrícolas europeias. Esta fase da formação foi concluída com excelentes resultados em termos de satisfação e interesse pelos conteúdos, conforme refletido na pesquisa realizada com os educadores participantes sobre os jogos e atividades incluídos nos temas do curso. Nela, expressaram a sua vontade de utilizar os recursos e conteúdos para transferir os conhecimentos aos seus alunos, bem como a sua disposição para aceitar mais materiais “gamificados” para os estudantes.

Esta formação foi concluída com uma jornada presencial na qual se visitou a quinta Teuladí (Relleu, Alicante), uma das participantes no projeto LIFE Olivares Vivos +, coordenado pela SEO/BirdLife. Esta sessão foi ministrada por Paula Martín, técnica da SEO/BirdLife e responsável pela Área de Formação do LIFE Olivares Vivos +. Nesta quinta, onde se produz o AOVE Señoríos de Relleu, foi mostrado como o modelo Olivares Vivos é aplicado em um terreno semi-árido, adaptado à realidade climática e geológica da região. Além disso, foram observadas as diferentes ações realizadas na quinta para aumentar a presença de flora e fauna. Em particular, foram observadas as diferentes plantações realizadas em várias zonas da quinta (dentro do próprio olival e nas áreas improdutivas). Essas revegetações serviram para sublinhar a importância da heterogeneidade da paisagem em explorações agrícolas de monocultura para sustentar a biodiversidade. Este ponto suscitou grande interesse por parte do corpo docente participante em relação ao tipo de manutenção necessária (uso da água e reposição de mudas) e à seleção realizada (espécies autóctones e especialmente adaptadas ao clima).

Da mesma forma, foram observadas as instalações de apoio à fauna: caixas-ninho para aves, abrigos para morcegos, bebedouros, a charca e a ilhota situada na bacia de irrigação da quinta. Os professores mostraram especial interesse pela diversidade de caixas-ninho para aves e como suas diferentes formas são projetadas e adaptadas para atrair diferentes tipos de aves; no caso da Teuladí, foram instaladas caixas específicas para aves de rapina como as corujas-das-torres, as corujas e os peneireiros. Além disso, neste ponto da visita, foi explicado o importante papel dos morcegos no olival como controladores de pragas. Uma função ecológica sobre a qual o LIFE Olivares Vivos + está ampliando o conhecimento científico com seus últimos estudos.

Para finalizar a jornada, foi realizada uma degustação do AOVE Señoríos de Relleu, dirigida por Carlos Ruiz, técnico da SEO/BirdLife e coordenador do LIFE Olivares Vivos +, na qual foi ensinado a identificar os principais fatores que permitem descobrir as diferentes qualidades dos azeites de oliva. Esta foi, na maioria dos casos, a primeira degustação de azeites realizada pelos professores. Além disso, alguns deles reconheceram que, até o momento, desconheciam as diferenças entre as várias qualidades dos azeites existentes (Azeite de Oliva Virgem Extra, Azeite de Oliva Virgem, Azeite de Oliva e Azeite de Bagaço).

 

Próxima formação: Teruel

A próxima sessão formativa que será ministrada pela Olivares Vivos ocorrerá em Alloza (Teruel, Aragão), em uma jornada organizada juntamente com o Centro de Investigação e Tecnologia Agroalimentar de Aragão (CITA) sob a égide do programa AgriFoodTe. Desta vez, a formação será de apenas um dia e será realizada exclusivamente de forma presencial. O encontro será no Albergue Municipal de Alloza (às 09:30h) e incluirá uma explicação detalhada sobre como funciona o modelo Olivares Vivos e os principais indicadores que o tornam verdadeiramente sustentável e rentável. No entanto, o ponto mais importante desta formação será uma monografia sobre a gestão da cobertura vegetal e a restauração de áreas improdutivas, adaptando os pilares do modelo Olivares Vivos à realidade do território de Teruel. Esta jornada, que prevê a conclusão teórica às 13:30h, inclui uma atividade prática após o almoço. Esta atividade envolve uma visita a um olival onde será realizado um exercício de aplicação do conhecimento adquirido e poderão ser compartilhadas experiências de forma colaborativa.

As inscrições para esta formação podem ser realizadas no seguinte endereço: https://forms.gle/9FJZUFAdM5pvWX948

 

Menú

CONÓCENOS

La Sociedad Española de Ornitología es la entidad conservacionista decana de España. Desde 1954, sigue teniendo como misión conservar la biodiversidad, con la participación e implicación de la sociedad, siempre con las aves como bandera.

SEO/BirdLife es la representante en España de BirdLife International, una federación que agrupa a las asociaciones dedicadas a la conservación de las aves y sus hábitats en todo el mundo, con representación en más de 100 países y más de 13 millones de socios.

Es el socio coordinador del LIFE Olivares Vivos+.